Detalhes do verão.

Ainda não era carnaval mas meus braços pingavam suór e partículas brilhantes harmoniosamente. Havia uma cachoeira de sentimentos e calorias secando dentro, lá dentro, porém, não há cegueira que resista às batidas de uma boa música, à melodia da noite. Os mundos paralelos que só existem quando conchas cobrem sua cabeça, quando a vibração das ondas sonoras devoram sua concentração e fazem suas pernas mecherem, seguirem o compasso da felicidade nos lugares menos esperados, com as pessoas menos recomendáveis, na companhia da rádio menos modesta. É o movimento. É a paixão pelas mínimas coisas na vida, é a esperança mesmo com a falta de inspiração. É a neve derretendo no norte, o suór acalmando no sul.

 blog na ativa novamente/haroldo cansado de posts idiotas/dias promissores virão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s